Aumentar fonte:

'Vamos cumprir meta de superavit e recuperar credibilidade', diz Saintive

29/01/2015 - O secretário do Tesouro Nacional, Marcelo Barbosa Saintive, afirmou nesta quinta-feira (29/01) que seu compromisso é trabalhar com transparência, tempestividade e conformidade nas regras. "Vamos cumprir a meta de superavit de 1,2% do PIB e recuperar a credibilidade", ressaltou em sua primeira coletiva à frente da pasta.

O Tesouro Nacional divulgou pela manhã o resultado fiscal do Governo Central (Banco Central, Previdência Social e Tesouro Nacional), que apresentou superavit primário de R$ 1 bilhão em dezembro de 2014. No acumulado de janeiro a dezembro do ano passado, houve deficit de R$ 17,2 bilhões, o que representa -0,3% do Produto Interno Bruto (PIB).

Segundo o secretário, o resultado de 2014 foi impactado pela frustração na arrecadação de receitas de 1,7% e pelo aumento de despesas de 0,4%. "Essas são as principais variações e explicam as diferenças nas projeções feitas em novembro com o resultado apresentado", acrescentou.

Ele também destacou o aumento nos investimentos. No ano passado, as despesas de capital totalizaram R$ 77,5 bilhões, o que representa uma alta de 22,6% frente a 2013. Desse total, os desembolsos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) somaram R$ 57,6 bilhões, aumento de 29%.

Controle de gastos

Marcelo Saintive informou que o governo criou um grupo de trabalho para acompanhar os gastos públicos, formado pelos ministérios do Planejamento e Fazenda, Casa Civil e Controladoria-Geral da União. "Esse grupo foi criado diante da necessidade de robustez fiscal e controle maior dos gastos, para se ter maior eficiência", explicou.

O secretário disse ainda que está claro dentro do governo "a necessidade de um reequilíbrio fiscal". "Essa mensagem está sendo absorvida pela sociedade e pelos agentes econômicos", frisou.

Fonte: ACS/MF