Aumentar fonte:

Secretária destaca importância das reformas para sustentabilidade fiscal

Em palestra para alunos de economia da UNB, Ana Paula Vescovi defende ajuste estrutural

A secretária do Tesouro Nacional, Ana Paula Vescovi, destacou em palestra realizada na Universidade de Brasília nesta terça-feira (7/11) que somente as reformas estruturais poderão garantir a sustentabilidade fiscal do Brasil no longo prazo.

"Há um grande desafio fiscal, e isso afeta as gerações futuras", disse Vescovi, ao mostrar o aumento da dívida bruta, a sucessão recente de déficits orçamentários e o forte crescimento das despesas obrigatórias, que já superam as receitas líquidas. "A despesa sempre cresce sustentadamente", afirmou ela.

Nesse quadro, a reforma da Previdência, que responde pela maior parte dos gastos obrigatórios, é fundamental. "Os investimentos estão extremamente comprimidos pelas despesas previdenciárias", disse Vescovi.

A secretária chamou atenção para o envelhecimento da população brasileira, para o desalinhamento das regras nacionais de aposentadoria em comparação com a grande maioria dos outros países e para o fato de que o sistema previdenciário atual contribui para o aumento da desigualdade social.

Outro ponto ressaltado por Vescovi na palestra foi a importância de se conduzir um ajuste nos entes da federação. "Ajuste fiscal não é só União. Abrange Estados e municípios, e aqui o objetivo é alinhar incentivos e garantir a solvência dos entes ao longo do tempo", afirmou.

A secretária abordou ainda a importância de se avançar com uma agenda de produtividade, a melhora recente dos indicadores da economia e as medidas positivas já em curso, como a aprovação da TLP, o retorno dos empréstimos do BNDES e os ajustes no Fies. Por fim, convidou os alunos da Universidade a verem os vídeos explicativos produzidos pelo Tesouro sobre a dívida pública.