Aumentar fonte:

Comunicado: Avaliação da Fitch sobre nota de risco soberano do Brasil

19/05/2017 - A agência de classificação de risco Fitch Ratings manteve a nota de crédito do Brasil em moeda estrangeira em BB, e a sua perspectiva em negativa. A decisão da agência faz menção, em seu relatório, à importância e o desafio da aprovação das reformas em curso, as quais ajudarão na reversão do cenário fiscal, contribuindo para uma trajetória benigna de endividamento público.

A Fitch reconhece que a diversidade da economia brasileira, o volume expressivo de reservas internacionais e a capacidade do mercado doméstico de dívida pública de financiar os déficits fiscais nos últimos anos constituem pontos fortes do país. A agência destaca a importância das reformas implementadas, como a Emenda Constitucional 95, que cria um teto para os gastos primários, e a relevância da reforma da Previdência como fator fundamental para cumprimento do teto dos gastos e para consolidação fiscal.

A avaliação da agência reforça a importância das iniciativas que visam à recuperação da economia brasileira e a construção das bases para o crescimento sustentado. O Ministério da Fazenda reafirma seu compromisso com a busca da consolidação fiscal do país e a sustentabilidade da dívida pública.